segunda-feira, 9 de janeiro de 2012

Um pouco da minha vida com Espondilite Anquilosante

Meu nome é Luciana Vieira Costa tenho 36 anos moro em São Gonçalo no Rio de Janeiro , sou portadora de Espondilite a 16 anos ,com 15 anos comecei a sentir dores nas pernas especialmente na frente das coxas e eram fortes e em seguida na coluna , fui ao ortopedista e ele disse que era escoliose e passou fisioterapia, Natação e remédio pra dor, comecei fazer Natação mas não consegui fazer por causa das dores do pescoço rigido que ja era sintomas do E.A, depois de um tempo procurei outro Ortopedista e ele pediu exames tipo Rx e Exame de sangue e as minhas taxas reumáticas estavam muito alteradas e ele foi bem sincero comigo falando que não era a área dele e mandou procurar um Reumatologista, e assim eu fiz marquei uma consulta com um reumatologista e ele diagnosticou Artrite Reumatóide e começou um tratamento com remédios e por sinal muitos, tomei corticóides, anti inflamatórios de todo tipo injeções e oral e eu não
melhorava só piorava, as dores cada vez piores e sempre falando com o médico e ele dizendo que ia melhorar que era assim mesmo,mas tarde vim descobrir que esse médico não era Reumato e sim Ortopedista "mais no livro do Plano de Saúde dizia e ele assinava como" Reumatologista e Ortopedista(Isso não existe) quero deixar aqui um conselho "cuidado com Ortodistas que se dizem Reumatologista" , e eu trabalhava em um laboratório de analises clinicas e sempre via o nome de um médico que ele era clinico e homeopata e ja cansada de Tantos remédios sem resultado resolvi ir a uma consulta com esse médico Dr Fernando Antonio Luchetti e ele só de me olhar falou que eu tinha E.A mas disse que ia pedir um Rx só para confirmar, e exame feito e E.A confirmada, fiquei aliviada por saber e poder tratar do que realmente eu tinha mas também fiquei muito triste, na hora chorei não consegui me segurar , comecei a pesqusar e querer saber tudo sobre a E.A, "Eu também tive muitas cobranças em relação a E.A na minha familia, principalmente quando ainda não sabia da doença, meu avô muitas vezes brigava comigo falando para mim levantar a cabeça e endireitar minha postura, eu ficava com muita raiva e até chorava de tristeza, eu me culpei muito , tinha vezes que até acreditava que fazia corpo mole e que na verdade não tinha nada, mas tudo foi piorando e com o tempo diagnóstico da E.A, mas nem por isso mas aceita sempre achavam que minha postura era um erro meu." e tratei com
dr Fernando por um bom tempo usando remédios homeopaticos até que as dores diminuiram um pouco, mas depois começo a ficar muito forte e dr Fernando disse que seria bom se conseguisse um tramento em um Hospital Universitário e me falou do Hospital do Fundão mas era muito dificil e um dia fui a Fetranspor para fazer inscrisção para o Passe Livre e lá conheci uma amiga que me ajudou a conseguir uma inscrisção no Hospital para tratamento, estou me tratando lá desde 2000, usei vários medicamento entre eles Sulfassalazina e outros, mas
as dores sempre aumentando e a E.A progredindo eu ja não estava mais conseguindo andar e sempre com ajuda da bengala, em 2005 o médico achou melhor começar um remédio biológico que era um medicamento novo chamado Remicad, cheguei na clinica com ajuda sem conseguir andar e foi só começar o tratamento e melhorar , graças a Deus não tive mais aquelas crises horriveis que nem gosto de lembrar, sinto algumas dores sim mais nem considero dor pelo que ja passei, e como ja estava com a coluna com uma postura muito ruim devido a E.A queria a muito tempo fazer a cirurgia para corrigir, a minha médica me encaminhou para um Ortopedista para avaliar se o problema estava relacionado com o quadril e marquei uma consulta com o ortopedista que ela indicou dr ALCINO MIGUEL ALCHAAR NETO por sinal ótimo
médico, me examinou e disse que não tinha indicação para prótese de quadril mas pediu para que eu fosse no hospital dos Servidores passar por uma junta médica para avaliar o quadril e foi confirmado que não tinha indicação, então me encaminhou para o INTO e passei por uma triagem e marquei consulta para dr Luiz Eduardo Carelli que me colocou na fila de espera me deu o prazo de 4 anos para ser chamada isso foi em Novembro de 2008 , quando foi em dezembro do mesmo ano me chamaram para fazer os exames pré operatórios em Janeiro de 2009 , fiz os
exames e fiquei esperando chamar para me internar, em julho de 2009 ligaram para fazer novos exames e me internar dia 03 de agosto do mesmo ano e operar no dia 04, cheguei a me internar mas como estava muito gripada a anestesista não liberou, fiquei tratando no hospital depois fui para casa e voltei me internar no dia 17 de Agosto e operei dia 18 de agosto de 2009, a cirurgia foi um sucesso e os médicos ficaram super felizes com o resultado que dirá eu, melhorei muito, a minha postura ficou muito melhor, fiquei e estou muito feliz. Toda Honra e toda Glória ao Nosso Senhor Jesus Cristo!

As etapas da vida com E.A
Primeiro: Não entender a Causa das dores
Segundo: Diagnóstico, sofrimento e alivio por descobrir a causa das dores
Terceiro: Angústia e pena de mim mesma
Quarta: Pesquisa e busca por conhecer mais a E.A
Quinta: Tratamento

Minha perguntas frequentes eram:
Por que comigo? Agora tenho que aceitar? Esperar pra morrer? Que significado tem a minha vida? Medo?

Ja fiz tantas coisas absurdas para ficar curadas maioria indicadas por terceiros

* Fui a rezadeira fiz aquelas rezas misturadas com simpatias(velas, fitas e etc) só Jesus mesmo pra me preservar, hoje estou liberta de tudo isso graças a Deus , meus avós desinformados e na busca de minha melhora me levavam com a certeza de que eu ia ficar curada, nessa época
estava no final da minha adolescencia.
*Ja coloquei uma cana debaixo do colchão, também uma simpatia.
*Comprei colchão ortopedico duro, horrivel!
*Babosa batido com mel, gosto muito ruim.
*Cloreto de Magnésio
*Cartilagem de Tubarão, coitados dos tubarões, rsrsrsrs

Resumi um pouco da minha História de Vida com E.A

Nenhum comentário:

Postar um comentário